A REPETIÇÃO NA EXPERIÊNCIA ANALÍTICA (SEMINÁRIO 2009-2010)

(ref.: 9788571373419 (CO))

Autor: COLETTE SOLER
Tradução: ELISABETH SAPORITI
Editora: ESCUTA
Ano: 2013
Número de páginas: 168
Categoria Principal: eoria Psicanalítica

  • Compartilhe:
R$ 60,00
Coloque o cep:
  • Sumário
  • Sinopse

Prefácio 7
Dominique Fingermann

1. 18 de novembro de 2009 19
Desafio 19
Destino desta noção 21
Demoníaca 22
Necessária 25
A precisão do conceito de repetição 27
O tatear de Lacan 28

2. 02 de dezembro de 2009 33
Reproduzieren 33
Wiederholen 35
Os nomes do real 39
Dois casos de repetição 41

16 de dezembro de 2009 45
O encontro falido 45
O segundo exemplo 47
A repetição é o novo 49
O presente da repetição 50
Destino do homem científico 53

13 de janeiro de 2009 57
A repetição e o significante 59
Preterição 64
Boa hora (bon heur) 66

27 de janeiro de 2010 71
O sujeito-suposto-saber 72
A repetição programada 75

2. 10 de fevereiro de 2010 83
O inconsciente e o gozo 83
O Gozo do Outro 86
Pensa, calcular e julgar 89

17 de março de 2010 93
O inacessível 94
A repetição só se produz uma única vez 97

31 de março de 2010 103
A repetição provocada 104
O amor de transferência 106
A demanda endereçada ao saber 109
O horror do Saber 112

14 de abril de 2010 125
O inconsciente é a fantasia 116
O inconsciente sem sujeito 119
O inconsciente real 122
O inconsciente real e outra coisa 123

5 de maio de 2010 125
O horror do ato 127
A urgência 129
Sintoma e repetição 132

19 de maio de 2010 137
O fora do sentido 137
A alíngua e o sentido 141

02 dejunho de 2010 147
O dizer 148
O poema 153
O savoir-faire do inconsciente 155

Uma nota sobre a inacessibilidade do Dois 159
Paulo Marcos Rona

Não existe assunto mais eminentemente clínico para um psicanalista do que o problema da repetição! Motivo de tantos lamentos, ela pode conduzir alguém a se engajar na experiência de uma análise. A sua reiteração no tratamento pode emperrar seu desenvolvimento, mas a dedução de seu principio pode conduzir a um fim.

Contudo, se a filosofia extrai dessa temporalidade paradoxal algo que volta, sempre atual e único, nunca passado, se a arte e a musica usam seus recursos para produzir o mais novo e surpreendente, se a poesia joga com o seu ritmo para lançar mão da sua rima e da sua pulsação própria, na psicanálise o fenômeno se apresenta quase sempre como um estraga prazer!

Demoníaca!, chegou a dizer Freud, até formalizá- la como além do principio do prazer procedente da pulsão de morte. Lacan, no intuito de extrair os fundamentos estruturais da psicanálise, contempla essa potência terrível como logicamente necessária.

Colette Soller, no seu curso de 2009 -2010 A repetição na experiência analítica, apresentado aqui ao público brasileiro, percorre a construção do conceito, em dois tempos - tanto na obra freudiana quanto no ensino de Lacan. Investigando precisamente a articulação clínica de repetição com a transferência, a fantasia, o sintoma e o final de análise, Soler se aplica, mais uma vez a interrogar o ensino de Lacan e a experiência que este ensino orienta.
quem comprou, também comprou
HIPOCONDRIA
Escuta
R$ 71,00
Escolha a quantidade
No momento a quantidade solicitada n?o esta dispon?vel em estoque
UM MOSAICO DA DEPRESSÃO - DOS SUJEITOS SINGULARES AOS TRANSTORNOS UNIVERSAIS
Escolha a quantidade
No momento a quantidade solicitada n?o esta dispon?vel em estoque
CLÍNICA DA MELANCOLIA
Escuta
R$ 60,00
Escolha a quantidade
No momento a quantidade solicitada n?o esta dispon?vel em estoque

    FORMAS DE PAGAMENTO

    REDES SOCIAIS