CLÍNICA DO TRABALHO - COLEÇÃO CLÍNICA PSICANALÍTICA

(ref.: 9788573966244 (CO))

Autor: Soraya R. Martins
Editora: Casa do Psicólogo
Ano: 2009
Coleção: Clínica Psicanalítica
Número de páginas: 226
Categoria Principal: Psicologia Social e de Grupos

  • Compartilhe:
R$ 63,70
Coloque o cep:
  • Descrição
  • Especificação



PREFÁCIO
POR RENATO 15

INTRODUÇÃO; A MARCA DA ESCUTA DO SOFRIMENTO NO TRABALHO 19
Carolina e a correnteza 19
Sobre a clínica psicanalítica na contemporaneidade 32
Desafios de um fazer 35
Considerações sobre o método clínico em psicanálise 39
A escuta psicanalítica 40
A narrativa da dor em cena 42
Criação de um espaço entre 43

1 - CULTURA, SUBJETIVIDADE E PERVERSÃO SOCIAL 47
O trabalho e os destinos do sofrimento 47
Metamorfoses subjetivas de Fausto 60
O ideal fomentador e seus efeitos nos processos de subjetivação
na contemporaneidade 63
Esclarecimentos adicionais sobre a noção de perversão como
laço social 66

2 - FUNDAMENTOS PARA UMA CLÍNICA DO TRABALHO 69
Um pouco de história 69
Análise psicodinâmica do trabalho 73
Inteligência prática e o sofrimento criador 77
Relações sociais de trabalho 78
Contribuição pessoal. 79
Cooperação 80
Desafios da construção de identidade 83
Dinâmica do reconhecimento no trabalho 84
Uma visão clínica da sublimação 86
O trabalho como operador da saúde 90
Relação prazer-sofrimento, estratégias defensivas e laços sociais 92
Por uma clínica do trabalho na atualidade 97
Perversão social e a banalização do sofrimento no trabalho 99
Uso de estratégias defensivas coletivas 99
O discurso do Um 102

3 - O GRUPO EN-CENA 105
A escuta de histórias de dor 105
Sobre os destinos do sofrimento 108
Afinal: somos todos iguais?! 112
Movimentos temáticos recorrentes no grupo 114
Sobre a banalização do sofrimento no cotidiano de trabalho 120
A experiência do grupo anunciada em sonho 126

4 - ENTRE O CENÁRIO E A TRAMA: O CORPO (EN) CENA 131
A subversão libidinal 133
A metáfora do moinho 134
A tópica da clivagem do inconsciente e os processo de
somatização 145
Somatização simbolizadora 154
Os ideais e seus impasses na cultura somática 156

5 - (EN) CENA 00 TRABALHO: O BRAÇO DE PAU DE ELlZABETH 159
La grande odalisque 159
Mais escutas de histórias de dor 164
Tempo antes do adoecer 168
Destinos do sofrimento 170
Sobre a cena perversa no contexto de trabalho 171

6 - (EN) CENA 00 TRABALHO: UMA TRAGÉDIA CONTEMPORÂNEA 181
Mais e mais escuta de histórias de dor. 181
A história de Maria 182
Tempo antes do adoecer 187
Desafios da busca de identidade no teatro do trabalho 188
Destinos do sofrimento no trabalho 192
A travessia do trágico no espaço analítico 199
A revelação 202
O rompimento 205
O enfrentamento 208
A transformação 209
O espaço analítico e a criação de conhecimento 212

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 215
O que leva alguém a atravessar o limite do razoável em sua atividade profissional e a trabalhar até a exaustão? O que acontece com a pessoa que parece se esquecer dos seus limites, indiferente aos sinais no seu corpo: dor, dor e mais dor? Muitas dessas pessoas acabam adoecendo de uma síndrome dolorosa que, em muitos casos, as incapacita para o trabalho e para os atos básicos do cotidiano. (Renato Mezan)
1

    FORMAS DE PAGAMENTO

    REDES SOCIAIS