ESCRITA E PSICANÁLISE II

(ref.: 9788562480638)

Autor: Sérgio Scotti e outros
Editora: CRV
Ano: 2010
Número de páginas: 316
Categoria Principal: Psicanálise, arte e cultura

  • Compartilhe:
R$ 84,54 R$ 79,47
Coloque o cep:
  • Descrição
  • Especificação
ÍNDICE

Apresentação 9

A arte de um ofício 11
Rosi Isabel Bergamaschi

A elaboração coletiva do trauma: a clínica do traumático 15
Miriam Debieux Rosa
Sandra Letícia Berta
Sandra Luzia de Souza Alencar
Taeco Toma Carignato

A escrita e a transformação do real 27
Rita Maria Manso de Barros

A escrita em análise: passagem de uma vida 33
Lucia Castello Branco

A escrita obituária de Faulkner em o som e a fúria de Benjamin 39
Viviane Veras

A invenção do silêncio: considerações sobre o psicanalista como crítico da cultura 45
Maria Cristina Poli

A Letra e o Espaço: Jorge Luis Borges e o Real na Literatura 55
Tania Rivera

A marca do traço na escrita do sujeito 63
Doris Rinaldi

À parte (d)o fogo: perda e memória 69
Mariana De Bastiani Lange

As pegadas impressas da psicanálise 75
Cathy Caruth

A vida escrita: relato de um passe 93
Ruth Silvia no Brandão

Biografias 99
Rafael Villari

Corpo urbano 103
Giovana Zimermann

Escrita e discurso 109
Luciano Elia

Escritas nazistas no corpo ou Do olhar e da vergonha 115
Suely Aires

Escritas em companhia 121
Simone Moschen Rickes

Escrita e semblante: o objeto a olhar em Ensaio sobre a cegueira 127
Heloisa Caldas

Escrita, Morte, Transmissão 133
Jeanne Marie Gagnebin

G.H. e a destituição subjetiva 145
Marco Antonio Coutinho Jorge

Lapsus calami: O inconsciente na escrita ou o inconsciente como uma escrita 151
Sérgio Scotti

Letras do feminino na cultura brasileira 157
Denise Maurano

Litorais da psicanálise: lugar, corpo e transmissão 163
Ana Costa

Luz no Subsolo 167
Wladimir Garcia

O adolescente e sua assinatura ou a reescritura do adolescente 175
Eric Bidaud

O conto machadiano: uma experiência de vertigem 183
Lucia Serrano Pereira

Oficina de foto-grafia: da perda implicada no registro 189
Thoya Lindner Mosena

O gozo e a escrita 195
Rafael Arns Stobbe

O legado de nossa miséria: contingência e transmissão
em Machado de Assis 199

O testemunho no passe e a literatura como testemunho: considerações preliminares 205
Nina Virginia de Araujo Leite

Paródia lacaniana: O escrito, o dizer e a voz na transmissão da teoria 211
J. Guillermo Milán-Ramos

Partir 219
Caterina Koltai

Pathema e mais alguma coisa 225
Ivanir Barp Garcia

Pulsão: parto e tradução : 231
Nanette Frej

Quando o amanhecer é noite: silêncio, poesia 239
Beatriz Guimarães

Rastros da memória: a imagem no gesto escritor 245
Ana Luiza Andrade

Rosângela Rennó e o jogo de espectros na fotografia de desaparecidos das ditaduras na América Latina 255
Márcio Seligmann-Silva

Serve a literatura à transmissão da psicanálise? 265
Laéria Fontenele

Transmitir o Q? 271
Rómulo Fabiano Silva Vargas

Usos da palavra na infância: representação de palavras, representacão de coisas 285
Marie-Claude Fourment-Aptekman

Utopia e objeto a 293
Edson Luiz André de Sousa

Virginia Woolf e Stefan Zweig: quando os semblantes vacilam 299
Lenita Bentes
Marcia Mello de Lima

Sobre os autores 309
Este livro contempla tanto no sentido de reunir quanto de celebrar os trabalhos apresentados no II Colóquio Internacional Escrita e Psicanálise, em agosto de 2008, na cidade de Florianópolis/SC (UFSC). Com as trilhas deixadas e sustentadas pelo trabalho, se fez um novo encontro no litoral.
As apresentações do II Colóquio são de autoria de pesquisadores da Rede Interuniversitária de Pesquisa Escritas da Experiência (Brasil/França), além de outros pesquisadores cuja produção teórica dialoga com o tema proposto. Este evento teve como objetivo fazer circular a diversidade de leituras tecidas a partir do mote central: escrita e psicanálise.
O fazer das mãos no corpo textual e o olhar que toca a superfície do texto escrito podem ser pensados na proximidade com a psicanálise. O fazer do psicanalista, a escrita na/da clínica, a experiência com a perda, com o abismo, com a vertigem e a transmissão são colocados em questão, delineando impasses e promovendo atos de escrita ¿ escrita que aqui se dá a ler através deste livro.
O trabalho desenvolvido pelos autores refere-se ao contínuo ofício que realizam acerca da escrita e da experiência com esta e com a psicanálise. No decorrer dos textos aqui apresentados nos deparamos com olhares para detalhes diversos referentes ao tema: alguns se debruçam sobre o ato da escrita, refletindo a respeito do que vem a ser a escrita, de que forma ela nos atinge e nos aflige; outros olham para a clínica, para a escrita do inconsciente que se dá a ler, mesmo na oralidade da análise. Neste momento, vemos apontamentos diferenciados do que se pretende entender com a clínica, especulando sobre o gozo, a falta, o sintoma e as voltas que acarretam um processo de análise na escrita de si mesmo.

    FORMAS DE PAGAMENTO

    REDES SOCIAIS