FUNDAMENTOS DE METODOLOGIA CIENTÍFICA

(ref.: 9788522457588)

Autor: MARINA DE ANDRADE MARCONI, EVA MARIA LAKATOS
Editora: ATLAS
Ano: 2010
Número de páginas: 297
Categoria: Pesquisa

  • Compartilhe:
R$ 87,00
Coloque o cep:
  • Especificação
  • Descrição
Este texto se apresenta como uma introdução geral às disciplinas Metodologia Científica e Métodos e Técnicas de Pesquisa, enfocando procedimentos didáticos, aspectos do conhecimento científico, técnicas de pesquisa e aspectos metodológicos dos trabalhos tanto escolares quanto científicos.

O estilo das autoras é claro, simples e objetivo, apresentando de forma didática um conteúdo temático rico, essencial hoje em dia à atuação dos diferentes especialistas em suas áreas de pesquisa, dos profissionais em seu campo de ação e dos estudantes em seus cursos de formação. Demonstra que, apesar da existência de uma adaptação mútua entre teorias e instrumentos utilizados para enunciá-las, a metodologia científica não se perde no estudo abstrato das primeiras, mas evidencia sua formação a passos concretos.

Altamente didático, o texto configura-se como necessário aos primeiros passos de discentes e profissionais no mundo das idéias, cuja aplicação exige sistematização, racionalidade e lógica.

Livro-texto para as disciplinas METODOLOGIA CIENTÍFICA, MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA e METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO nos cursos de graduação, na áreas de Ciências Humanas e Sociais.
SUMÁRIO

Nota das autoras, xvii

1 Procedimentos didáticos, 1
1.1 Leitura, 1
1.1.1 Elementos, 1
1.1.2 Leitura proveitosa, 2
1.1.3 Objetivos, 3
1.1.4 Fases, 4
1.1.5 Exemplos das sucessivas fases da leitura informativa, 5
1.1.6 Sublinhar e resumir, 5
1.1.7 Exemplo de esquema e resumo, 7
1.2 Analise de texto, 9
1.2.1 Fases, 9
1.2.2 Objetivo e procedimento, 11
1.2.3 Partes da analise de texto, 12
1.2.4 Tipos de analise de texto, 13
1.2.5 Exemplo de analise de texto, 15
1.3 Seminário, 17
1.3.1 Estrutura e funcionamento, 17
1.3.2 Fontes, 18
1.3.3 Componentes, 19
1.3.4 Etapas, 19
1.3.5 Exemplo do procedimento em seminário, 20
1.3.6 Exemplo de roteiro de seminário, 22
Bibliografia básica, 24
Bibliografia complementar, 24
Literatura recomendada, 24

2 Pesquisa bibliográfica e resumos, 26
2.1 Fases da pesquisa bibliográfica, 26
2.1.1 Escolha do tema, 26
2.1.2 Elaboração do plano de trabalho, 28
2.1.3 Identificação, 29
2.1.4 Localização, 29
2.1.5 Compilação, 30
2.1.6 Fichamento, 30
2.1.7 Analise e interpretação, 30
2.1.8 Redação, 31
2.2 Fichas, 31
2.2.1 Aspecto físico, 32
2.2.2 Composição das fichas, 32
2.2.2.1 Cabeçalho, 33
2.2.2.2 Referencia bibliográfica, 35
2.2.2.3 Corpo ou texto, 36
2.2.2.4 Indicação da obra, 36
2.2.2.5 Local, 36
2.2.3 Conteúdo das fichas, 38
2.2.3.1 Ficha bibliográfica, 38
2.2.3.2 Ficha de citações, 39
2.2.3.3 Fichas de resumo ou de conteúdo, 40
2.2.3.4 Ficha de esboço, 41
2.2.3.5 Ficha de comentário ou analítica, 41
2.2.4 Exemplos de fichas, 42
2.2.5 Tipos de fichas de Manzo, 48
2.3 Resumos, 50
2.3.1 Conceito, finalidade e caráter, 50
2.3.2 Como resumir, 50
2.3.3 Tipos, 51
2.3.4 Exemplos, 52
Literatura recomendada, 55

3 Ciência e conhecimento científico, 57
3.1 O conhecimento cientifico e outros tipos de conhecimento, 57
3.1.1 Correlação entre conhecimento popular e conhecimento cientifico, 58
3.1.2 Características do conhecimento popular, 59
3.1.3 Os quatro tipos de conhecimento, 59
3.1.3.1 Conhecimento popular, 60
3.1.3.2 Conhecimento filosófico, 60
3.1.3.3 Conhecimento religioso, 61
3.1.3.4 Conhecimento cientifico, 62
3.2 Conceito de ciência, 62
3.3 Classificação e divisão da ciência, 63
Literatura recomendada, 63

4 Métodos científicos, 65
4.1 Conceito de método, 65
4.2 Desenvolvimento histórico do método, 65
4.3 Método indutivo, 68
4.3.1 Caracterização, 68
4.3.2 Leis, regras e fases do método indutivo, 69
4.3.3 Formas de indução, 71
4.4 Método dedutivo, 73
4.4.1 Argumentos dedutivos e indutivos, 73
4.4.2 Argumentos condicionais, 75
4.5 Método hipotético-dedutivo, 77
4.5.1 Etapas do método hipotético-dedutivo segundo Popper, 77
4.5.1.1 Problema, 79
4.5.1.2 Conjecturas, 80
4.5.1.3 Tentativa de falseamento, 80
4.5.2 O método hipotético-dedutivo segundo Bunge, 81
4.6 Método dialético, 82
4.6.1 As leis da dialética, 82
4.6.1.1 Ação reciproca, 83
4.6.1.2 Mudança dialética, 84
4.6.1.3 Passagem da quantidade a qualidade, 85
4.6.1.4 Interpenetração dos contrários, 86
4.7 Métodos específicos das ciências sociais, 88
4.7.1 O método e os métodos, 88
4.7.2 Método histórico, 88
4.7.3 Método comparativo, 89
4.7.4 Método monográfico, 90
4.7.5 Método estatístico, 90
4.7.6 Método tipológico, 91
4.7.7 Método funcionalista, 92
4.7.8 Método estruturalista, 93
4.7.9 Método etnográfico, 94
4.7.10 Método clinico, 94
4.7.10.1 Características, 95
4.7.11 Métodos e quadro de referencia, 95
Literatura recomendada, 96

5 Fatos, leis e teoria, 98
5.1 Teoria e fatos, 98
5.1.1 Papel da teoria em relação aos fatos, 99
5.1.1.1 Orienta os objetivos da ciência, 99
5.1.1.2 Oferece um sistema de conceitos, 99
5.1.1.3 Resume o conhecimento, 100
5.1.1.4 Prevê fatos, 101
5.1.1.5 Indica lacunas no conhecimento, 102
5.1.2 Papel dos fatos em relação a teoria, 102
5.1.2.1 O fato inicia a teoria, 102
5.1.2.2 O fato reformula e rejeita teorias, 103
5.1.2.3 O fato redefine e esclarece teorias, 104
5.1.2.4 O fato clarifica os conceitos contidos nas teorias, 105
5.2 Teoria e leis, 106
Literatura recomendada, 108

6 Hipóteses, 110
6.1 Conceito, 110
6.2 Tema, problema e hipótese, 110
6.2.1 Tema e problema, 110
6.2.2 Problema e hipótese, 111
6.2.3 Formulação de hipóteses, 112
6.2.4 Importância das hipóteses, 114
6.2.5 Função das hipóteses, 115
6.3 Fontes de elaboração de hipóteses, 116
6.3.1 Conhecimento familiar, 116
6.3.2 Observação, 116
6.3.3 Comparação com outros estudos, 117
6.3.4 Dedução logica de uma teoria, 117
6.3.5 A cultura geral na qual a ciência se desenvolve, 118
6.3.6 Analogias, 118
6.3.7 Experiencia pessoal, idiossincrática, 118
6.3.8 Casos discrepantes na própria teoria, 119
Literatura recomendada, 119

7 Variáveis, 121
7.1 Conceito, 121
7.2 As variáveis no universo da ciência, 121
7.3 Variáveis independentes e dependentes, 122
7.3.1 Conceito e diferenciação, 122
7.3.2 Fatores determinantes do sentido da relação causal entre variáveis independentes
e dependentes, 125
7.3.2.1 Ordem temporal, 125
7.3.2.2 Fixidez ou alterabilidade das variáveis, 127
7.4 Variáveis moderadoras e de controle, 128
7.4.1 Variável moderadora conceito e identificação, 128
7.4.2 Variável de controle conceito e aplicação, 129
7.5 Variáveis extrínsecas e componentes, 131
7.5.1 Variáveis extrínsecas e as relações espurias, 131
7.5.2 Variáveis componentes e apresentação em bloco, 133
7.6 Variáveis intervenientes e antecedentes, 134
7.6.1 Variáveis intervenientes, 134
7.6.2 Variáveis antecedentes, 136
Literatura recomendada, 137

8 Pesquisa, 139
8.1 Conceito, 139
8.2 Planejamento da pesquisa, 139
8.2.1 Preparação da pesquisa, 140
8.2.1.1 Decisão, 140
8.2.1.2 Especificação de objetivos, 140
8.2.1.3 Elaboração de um esquema, 141
8.2.1.4 Constituição da equipe de trabalho, 141
8.2.1.5 Levantamento de recursos e cronograma, 141
8.2.2 Fases da pesquisa, 142
8.2.2.1 Escolha do tema, 142
8.2.2.2 Levantamento de dados, 142
8.2.2.3 Formulação do problema, 143
8.2.2.4 Definição dos termos, 144
8.2.2.5 Construção de hipóteses, 145
8.2.2.6 Indicação de variáveis, 146
8.2.2.7 Delimitação da pesquisa, 146
8.2.2.8 Amostragem, 147
8.2.2.9 Seleção dos métodos e técnicas, 147
8.2.2.10 Organização do instrumental de pesquisa, 147
8.2.2.11 Teste de instrumentos e procedimentos, 148
8.2.3 Execução da pesquisa, 149
8.2.3.1 Coleta dos dados, 149
8.2.3.2 Elaboração dos dados, 150
8.2.3.3 Analise e interpretação dos dados, 151
8.2.3.4 Representação dos dados: tabelas, quadros e gráficos, 153
8.2.3.5 Conclusões, 155
8.2.4 Relatório, 155
Literatura recomendada, 156

9 Técnicas de pesquisa, 157
9.1 Documentação indireta, 157
9.1.1 Pesquisa documental, 157
9.1.1.1 Fontes de documentos, 159
9.1.1.2 Tipos de documentos, 161
9.1.2 Pesquisa bibliográfica, 166
9.1.2.1 Tipos e fontes bibliográficas, 166
9.2 Documentação direta, 169
9.2.1 Pesquisa de campo, 169
9.2.1.1 Tipos de pesquisa de campo, 170
9.2.2 Pesquisa de laboratório, 173
9.3 Observação direta intensiva, 173
9.3.1 Observação, 173
9.3.1.1 Observação assistemática, 175
9.3.1.2 Observação sistemática, 176
9.3.1.3 Observação não participante, 176
9.3.1.4 Observação participante, 177
9.3.1.5 Observação individual, 177
9.3.1.6 Observação em equipe, 177
9.3.1.7 Observação na vida real, 178
9.3.1.8 Observação em laboratório, 178
9.3.2 Entrevista, 178
9.3.2.1 Objetivos, 179
9.3.2.2 Tipos de entrevistas, 179
9.3.2.3 Vantagens e limitações, 180
9.3.2.4 Preparação da entrevista, 181
9.3.2.5 Diretrizes da entrevista, 182
9.4 Observação direta extensiva, 184
9.4.1 Questionário, 184
9.4.1.1 Vantagens e desvantagens, 184
9.4.1.2 Processo de elaboração, 185
9.4.1.3 O pre-teste, 186
9.4.1.4 Classificação das perguntas, 187
9.4.1.5 Conteúdo, vocabulário, bateria, 193
9.4.1.6 Ordem das perguntas, 194
9.4.2 Formulário, 195
9.4.2.1 Vantagens e desvantagens, 195
9.4.2.2 Apresentação do formulário, 196
Literatura recomendada, 197

10 Projeto e relatório de pesquisa, 198
10.1 Noções preliminares, 198
10.2 Estrutura do projeto, 199
10.2.1 Apresentação, 200
10.2.2 Objetivo, 201
10.2.2.1 Tema, 201
10.2.2.2 Delimitação do tema, 201
10.2.2.3 Objetivo geral, 202
10.2.2.4 Objetivos específicos, 202
10.2.3 Justificativa, 202
10.2.4 Objeto, 203
10.2.4.1 Problema, 203
10.2.4.2 Hipótese básica, 203
10.2.4.3 Hipóteses secundarias, 203
10.2.4.4 Variáveis, 204
10.2.5 Metodologia, 204
10.2.5.1 Método de abordagem, 204
10.2.5.2 Métodos de procedimento, 204
10.2.5.3 Técnicas, 205
10.2.5.4 Delimitação do universo (descrição da população), 206
10.2.5.5 Tipo de amostragem, 206
10.2.6 Embasamento teórico, 207
10.2.6.1 Teoria de base, 207
10.2.6.2 Revisão da bibliografia, 208
10.2.6.3 Definição dos termos, 208
10.2.7 Cronograma, 209
10.2.8 Orçamento, 209
10.2.9 Instrumento(s) de pesquisa, 209
10.2.10 Bibliografia, 210
10.3 Pesquisa-piloto ou pre-teste, 210
10.4 Estrutura do relatório, 211
10.4.1 Apresentação, 213
10.4.2 Sinopse (abstract), 213
10.4.3 Sumario, 213
10.4.4 Introdução, 213
10.4.5 Revisão bibliográfica, 213
10.4.6 Metodologia, 214
10.4.7 Embasamento teórico, 214
10.4.8 Apresentação dos dados e sua analise, 214
10.4.9 Interpretação dos resultados, 214
10.4.10 Conclusões, 215
10.4.11 Recomendações e sugestões, 215
10.4.12 Apêndices, 215
10.4.13 Anexos, 216
10.4.14 Bibliografia, 216
Literatura recomendada, 216

11 Trabalhos científicos, 218
11.1 Trabalhos científicos, 218
11.2 Monografia, 219
11.2.1 Conceito, 219
11.2.2 Características, 219
11.2.3 Estrutura da monografia, 220
11.2.4 Tipos de monografias, 220
11.2.5 Escolha do tema, 221
11.3 Dissertação, 222
11.3.1 Conceitos, 222
11.3.2 Tipos, 223
11.3.3 Escolha do tema, 223
11.3.4 Problemas, hipóteses e variáveis, 225
11.3.5 Esquema, 226
11.3.6 Avaliação metodológica do trabalho, 227
11.3.7 Redação, 227
11.4 Tese, 227
11.4.1 Conceitos, 227
11.4.2 Objetivos, 228
11.4.3 Eficiência do trabalho, 229
11.4.4 Estrutura, 229
11.4.4.1 Introdução, 230
11.4.4.2 Desenvolvimento, 231
11.4.4.3 Parte referencial, 232
11.4.5 Construção de Conceitos, 233
11.4.6 Redação, 233
11.4.6.1 Regras para redação, 233
11.4.6.2 Estilo, 234
Literatura recomendada, 234

12 Publicações científicas, 236
12.1 Comunicação trabalhos de congressos, 236
12.1.1 Comunicação cientifica, 236
12.1.2 Aspectos da comunicação, 237
12.1.2.1 Finalidade, 237
12.1.2.2 Informações, 237
12.1.2.3 Estrutura, 237
12.1.2.4 Linguagem, 238
12.1.2.5 Abordagem, 239
12.1.3 Tipos de comunicação, 239
12.1.4 Estrutura da comunicação, 240
12.1.5 Elaboração da comunicação, 241
12.1.6 Estágios da comunicação, 241
12.1.7 Apresentação formal, 242
12.1.8 Exemplo de comunicação, 242
12.2 Artigos científicos, 242
12.2.1 Estrutura do artigo, 243
12.2.2 Conteúdo do artigo cientifico, 244
12.2.3 Tipos de artigos científicos, 244
12.2.3.1 Argumento teórico, 245
12.2.3.2 Artigo de analise, 245
12.2.3.3 Classificatório, 245
12.2.4 Motivação, 246
12.2.5 Estilo, 246
12.2.6 Avaliação, 246
12.3 Informe cientifico, 247
12.4 Resenha critica, 247
12.4.1 Conceito e finalidade, 247
12.4.2 Requisitos básicos, 248
12.4.3 Importância da resenha, 248
12.4.4 Estrutura da resenha, 249
12.4.5 Modelo de resenha, 250
12.5 Conferencia, 252
12.5.1 Estrutura da conferencia, 253
12.5.2 Apresentação, 253
12.5.3 Avaliação do tempo, 254
Literatura recomendada, 254

13 Referências bibliográficas, 256
Introdução, 256
13.1 Livros, 256
13.1.1 Capitulo de livro, 259
13.1.2 Publicações periódicas como um todo, 260
13.1.2.1 Partes de uma publicação periódica (volume, fascículo, caderno
etc.), 261
13.1.2.2 Artigo ou matéria de revista, 261
13.1.2.3 Artigo e/ou matéria de jornal, 262
13.1.2.4 Matéria de jornal assinada, 262
13.1.2.5 Matéria de jornal não assinada, 262
13.1.3 Eventos: congressos, seminários, encontros, simpósios, semanas etc.
considerados no todo, 262
13.1.4 Evento em meio eletrônico, 263
13.1.5 Referencias legislativas, 263
13.1.6 Outras entradas para referencias legislativas, 264
13.1.7 Teses e trabalhos de alunos (TCCs, monografias), 264
13.1.7.1 Apostilas, programas de cursos, monografias, 265
13.1.7.2 Apostilas, 265
13.1.7.3 Resumos, 266
13.1.7.4 Separatas, 266
13.1.7.5 Livros, 266
13.1.7.6 Folhetos, 266
13.1.8 Filmes, 266
13.1.8.1 Microfilmes, 267
13.1.8.2 Diapositivos, 267
13.1.8.3 Fotografias e cartões-postais, 267
13.1.9 Depoimentos e entrevistas, 267
13.1.10 Mapas, 268
13.1.11 Manuscritos, 268
13.1.11.1 Fontes manuscritas, 269
13.1.12 Material de arquivo, não manuscrito (telegramas, recortes de jornais,
documentos datilografados etc.), 269
13.1.13 Acréscimos ao titulo e traduções, 269
13.1.14 Citações no corpo do trabalho, 270
13.1.14.1 Citações diretas, 270
13.1.14.2 Citações indiretas, 271
13.1.14.3 Citações de citações, 271
13.1.15 Notas explicativas, 272
13.1.16 Notas de rodapé, 273
13.1.17 Notas bibliográficas, 273
13.1.18 Repetição das referencias, 274
13.1.19 Notas explicativas/bibliográficas, 276
Literatura recomendada, 276
Bibliografia, 279
Índice remissivo, 291

    FORMAS DE PAGAMENTO

    REDES SOCIAIS