MEU TEMPO, SEU TEMPO - POSSIBILIDADES DE COEDUCAÇÃO NO RELACIONAMENTO ENTRE AVÓS E NETOS

(ref.: 9788580420685)

Autor: Jacqueline Ferraz da Costa Marangoni
Editora: CRV
Ano: 2011
Número de páginas: 131
Categoria Principal: Infância

  • Compartilhe:
R$ 53,63 R$ 51,49
Coloque o cep:
  • Descrição
  • Especificação
SUMÁRIO

PREFÁCIO
As trocas entre avós e seus netos sob a perspectiva do desenvolvimento humano 13

INTRODUÇÃO 17
Fundamentação teórica
Desenvolvimento Humano no Contexto Sociocultural 21

Metodologia
Considerações Teórico-Metodológicas 47

Nível 1 - Análise dos significados acerca de adolescência e velhice 59

Nível 2 - Análise das zonas de sentido e indicadores da dinâmica intergeracional 75

CONSIDERAÇÕES FINAIS 105

REFERÊNCIAS 113
A mudança no perfil demográfico de nosso país repercute, de forma significativa, na organização afetiva e social das famílias e da sociedade. O envelhecimento da população mundial, em particular, no Brasil, apresenta-se em múltiplas experiências de envelhecer e traz importantes desafios para as políticas públicas de saúde, para o sistema de previdência social, para a organização familiar e para as ciências que tratam do desenvolvimento humano.
Um aspecto relevante é o processo de trocas intergeracionais no contexto familiar. Os idosos, ainda considerados em muitos discursos sociais como dependentes, começam a configurar-se como uma geração que oferece suporte afetivo e financeiro para as mais jovens. Os avós emergem nesse cenário como personagens centrais na vida de suas famílias, participando ativamente da educação dos netos e proporcionando apoio afetivo-financeiro aos filhos. O aumento da expectativa média de vida favorece a vivência do papel de avó/avô por mais tempo, engendrando novas formas de relacionamento no contexto familiar e extrafamiliar. Essa realidade complexa demanda estudos que busquem compreender as transferências intergeracionais e as possibilidades de interações entre jovens e idosos nos diferentes contextos socioculturais.
Considerando isso, a presente obra retrata uma pesquisa-intervenção realizada em uma escola da rede pública de ensino da cidade de Brasília ¿ DF. A escola foi escolhida como contexto de construção das informações, uma vez que a compreendemos como espaço de desenvolvimento e formação de subjetividades, promovendo tanto a manutenção de significados culturais como sua transformação. O estudo teve como participantes adolescentes e idosos, sendo que na última etapa do processo de pesquisa, privilegiou-se adolescentes e seus respectivos avós.
O percurso trilhado por este trabalho permitiu a compreensão da dinâmica intergeracional vivida pelos participantes. Evidenciou-se conflitos, mas também oportunidades de coeducação, em que avós ensinam aos netos valores do passado e indicadores positivos de envelhecimento, assim como os netos educam os avós no que se refere aos valores contemporâneos e novas tecnologias. Essa publicação é um convite ao leitor para uma reflexão sobre o potencial de desenvolvimento humano que marca o encontro entre diferentes gerações.

    FORMAS DE PAGAMENTO

    REDES SOCIAIS