O SUJEITO NÃO ENVELHECE - PSICANÁLISE E VELHICE

(ref.: 9788575261484)

Autor: ÂNGELA MUCIDA
Editora: AUTÊNTICA
Ano: 2017 - 2ª edição - 2ª reimpressão
Número de páginas: 232
Categoria Principal: Psicologia do Desenvolvimento

  • Compartilhe:
R$ 49,80
  • Sumário
  • Sinopse

APRESENTAÇÃO............................................................................... 11

INTRODUÇÃO.................................................................................. 13

Capítulo I - O sujeito não envelhece e velhice...................................21

O discurso médico: envelhecimento e velhice .................................... 23

A velhice sob a ática de alguns autores psicanalistas .......................25

Velhice, destino e desamparo ......................................................39

Freud e a velhice...............................................................................41

Tempo e temporalidade: Heidegger...................................................44

Tempo e temporalidade em Freud: o sujeito não envelhece ..............46

Uma nota sobre o sujeito e o tempo em Lacan ................................49

Lacan: o primarismo da linguagem, o que não envelhece ..................51

Ato, atualização e outra concepção de velhice ................................54


Capítulo II - A velhice no mal-estar da cultura...................................... 57

O simbólico na constituição do sujeito: Freud e Lacan .........................59

A velhice nas sociedades primitivas ..................................................63

Outras visões da velhice no curso da história......................................67

O mal-estar na globalização e o discurso do mestre moderno..............70

A velhice no mal-estar da cultura atual................................................ 80

A segregação do idoso e o discurso capitalista atual.......................83

A segregação asilar...................................................................... ...86

Sublimação e velhice...................................................................... ..90


Capítulo III - O imaginário na velhice: imagem e corpo.......................... 95

O narcisismo e a formação do eu ...................................................97

O narcisismo, o estranho e a velhice...............................................101

Espelho, imagem e olhar..................................................................105

A velhice e o espelho quebrado......................................................... 108

A saga dos corpos e o discurso capitalista ..................................111

A relação da velhice com os objetos.............................................116

Corpo e velhice.............................................................................119

O inconsciente afeta o corpo ............................................................ 121


Capítulo IV-Avelhice e o real................................................................ 127

Nota sobre o real no ensino de Lacan ...........................................129

Morte e feminino- o inominável........................................................... 132

Morte e pulsão de morte..................................................................134

Gozo e pulsão de morte..................................................................139

Amor, inominável e morte...............................................................142

Velhice e morte..............................................................................143

O trabalho de luto.............................................................................147

Trabalho de luto e velhice..............................................................154

Sexualidade e velhice.................................................................. .156

Sobre a menopausa......................................................................161

A. hipótese da andropausa............................................................168

Em e a menopausa ao avesso: frigidez feminina ..........................170

Amélia- entre mãe e mulher............................................................ 173


Capítulo V-A direção do tratamento na clinica com idosos.................. 179

A direção do tratamento.................................................................. 181

A psicanálise com idosos..............................................................185

A clínica com idosos e as estruturas clínicas ................................191

Trauma e conversão nos rins que tremem .....................................203

Inibição e angústia em um caso de neurose obsessiva ....................211

O significante velhice no tempo de uma análise ............................... 218

REFERÊNCIAS...................................................................................225
 

A tese fundamental do estatuto do sujeito, que, para a Psicanálise com Freud e Lacan, se associa à idéia de inconsciente, é de que este não envelhece. Orientando-nos, a princípio, para se pensar o conceito de velhice bem como a clínica do idoso, ela não recobre totalmente a particularidade dessa clínica e, muito menos, o conceito de velhice. Que é a velhice a partir da ótica analítica? Quais as incidências e os efeitos do real do tempo cronológico e sua relação com o que não envelhece? Como operar com a direção do tratamento na clínica com idosos? Se a velhice é determinada em cada época e em cada cultura de forma diferenciada, os significantes que tentam nomeá-la incidem sobre os sujeitos, provocando seus efeitos. A velhice é também um efeito dos discursos. A relação do sujeito à velhice se mede também pelos atos. Ela demanda a criação de novas vestimentas para o desejo a partir dos traços marcados por cada sujeito e um tratamento do real pelo simbólico.
quem comprou, também comprou
A EXPERIÊNCIA DA ANÁLISE - SUA CLÍNICA E SEU DISCURSO
Escolha a quantidade
No momento a quantidade solicitada n?o esta dispon?vel em estoque
LINGUAGEM E GOZO
Mercado de Letras
R$ 66,00
Escolha a quantidade
No momento a quantidade solicitada n?o esta dispon?vel em estoque
CORPOLINGUAGEM - ANGÚSTIA - O AFETO QUE NÃO ENGANA
Escolha a quantidade
No momento a quantidade solicitada n?o esta dispon?vel em estoque

    FORMAS DE PAGAMENTO

    REDES SOCIAIS