PARENTALIDADE - ANÁLISE PSICOJURÍDICA

(ref.: 9788536224756 (CO))

Coordenadora: Ivone Maria Candido Coelho de Souza
Editora: Juruá
Ano: 2009
Números de Página:254
Categoria Principal: Psicologia Jurídica

  • Compartilhe:
R$ 69,70
Coloque o cep:
Frete grátis para: Brasil
  • Sumário
  • Sinopse

INTRODUÇÃO,11

1 Parentalidade, dilemas singulares, dilemas coletivos planejar o controle ou controlar o planejamento? - Ivone M. Candido Coelho de Souza, 13

2 O Regime Jurídico da Procriação Medicamente Assistida em Portugal e a utilização dos embriões - Notas Breves - J. P. Remédio Marques, 31

3 Fertilização agâmica:que parentalidade é esta? - Ivone M. Candido Coelho de
Souza, 59

4 Investigação da paternidade - direitos e abusos - Jorge Duarte Pinheiro, 77

5 O direito de visitas nas relações socioafetivas contemporâneas - Jamil A. H. Bannura, 91

6 Guarda compartilhada: a justiça pode ajudar os filhos a ter pai e mãe? - Maria Regina Fay de Azambuja, Roberta Vieira Larratéa, Gabriela Ribeiro Filipouski, 105

7 Alienação parental à luz da psicologia junguiana: uma abordagem interdisciplinar - Claudia Gay Barbedo, 143

8 Papéis Avoengos - uma sobreposição à parentalidade - Ivone M. Candido Coelho de Souza, 165

9 Maus-tratos na Infância e Adolescência - Christian Haag Kristensen, Luiziana Souto Schaefer, 183

10 Adoção homoafetiva: panorama brasileiro e luso-hispânico - Marianna Chaves, 209

11 O Sistema de Justiça e a família: entre a tutela, a punição e a garantia de direitos - Silvia da Silva Tejadas, 229

ÍNDICE ALFABÉTICO, 247

Recém emersa de um modelo tradicional dentro da família, a questão da parentalidade tem se revestido cada vez mais de complexidades, onerando com suas inconclusões várias ciências humanas.
Surgem verdadeiras mutações que se precipitam em um ritmo acelerado, ainda sem a clareza suficiente para satisfazer as demandas do jurídico e do psicológico, com importantes repercussões sobre o social. Mas, sem que o risco da precipitação venha a obstruir o entendimento necessário, alguns desconfortos e grandes indagações serão recorrentes.
Pelo que revelam as novas formas de parentalidade nos núcleos familiares que passam a construir, tem sido um crescente desafio estabelecer prognósticos, normatizar, permitir ou proibir. Como ocorre quando prescindem de determinações da própria natureza e de modelos observados até pouco tempo. Ou através das expectativas de vida dilatadas pela tecnologia, que determinam funções sobrepostas, as avoengas, já assíduas nos tribunais. Ou ainda, com os alterados papéis designados para esta parentalidade contemporânea, a conviver com os anacrônicos abusos e maus tratos, acumulados nas clínicas, nas escolas, nas Varas de Família, além daqueles preservados pelos segredos intrafamiliares da relação pais-filhos.
Assim que esta inserção coletiva propõe-se em sua incompletude cultivar exercícios de interdisciplinaridade em torno de uma função que sempre foi contundente, mas que agrega agora outros desdobres, perturbadores e impactantes.
quem comprou, também comprou
KANT A FREUD: O IMPERATIVO CATEGÓRICO E O SUPEREGO
Escolha a quantidade
No momento a quantidade solicitada n?o esta dispon?vel em estoque
PAIS E FILHOS POR ADOÇÃO NO BRASIL - CARACTERÍSTICAS, EXPECTATIVAS E SENTIMENTOS
Juruá
R$ 79,90 R$ 76,70
(Economize: R$ 3,20)
Escolha a quantidade
No momento a quantidade solicitada n?o esta dispon?vel em estoque
CRIANÇAS NO LABIRINTO DAS ACUSAÇÕES - FALSAS ALEGAÇÕES DE ABUSO SEXUAL
Escolha a quantidade
No momento a quantidade solicitada n?o esta dispon?vel em estoque

    FORMAS DE PAGAMENTO

    REDES SOCIAIS