PASSES E IMPASSES NA NA FORMAÇÃO ANALÍTICA

(ref.: 4543117 (CO))

Autor: Rosane Weber Licht
Editora: Juruá
Revista da Associação Psicanalítica de Curitiba - Vol. 30
Ano: 2015
Número de páginas: 156
Categoria Principal: Teoria Psicanalítica

  • Compartilhe:
R$ 49,90 R$ 48,65
Coloque o cep:
  • Descrição
  • Especificação
SUMÁRIO

Editorial

Espaço da Letra

A Questão do Testemunho em Psicanálise, The Question of Witnessing in Psychoanalysis, Ana Costa

A Prova de Psicanalista: A Sua Deformação, The Psychoanalyst Evidence: Its Deformation, Dominique Fingermann

Relendo a Experiência, Rereading the Experience, Lúcia Serrano Pereira

Interrogantes para a Formação Analítica, Questions on Psychoanalytical Formation, Marta Pedó

Pensando Alto, Thinking Big, Ricardo Goldenberg

Espaço Amarelinhas

Que Filha da Mãe! Sobre a Identificação na Relação Mãe-Filha e a Automutilação, Like Mother Like Daughter!: The Identification in the Mother-Daughter Relationship and Self-Mutilation, Maria Augusta Mendonça Ferraro

Está Proibido Morrer: as Vicissitudes do Desejo num Caso de Risco de Suicídio Infantil, It Is Forbidden to Die: the Vicissitudes of the Desire in an Instance of Risk of Infant Suicide, Maria Fernanda Liberato Beduschi

Espaço de Interlocução

Barthes com Lacan: Uma Nota Sobre o Estilo Barthes With Lacan: A note About the Style, Luciana K. P. Salum

Espaço Acadêmico

Supervisão em Psicanálise: Que Função é Esta? Supervision in Psychoanalysis: What´s This Function About? Cintia Ribelato Longhini, Wael de Oliveira

Da Querela ao Trabalho: Uma Interface entre Psicanálise e Discurso Médico From Quarrel to Work: An Interface Between Psychoanalysis and the Medical Discourse, Taia Franco de Albuquerque, Wael de Oliveira

Espaço de Indicações

Família, Parentalidade e Época: Um Estudo Psicanalítico Family, Parenthood and Time: A Psychoanalytical Study Daniela Teperman, São Paulo: Escuta/FAPESP, 2014. Resenhista: Rosa Maria Marini Mariotto

Uma Proposta de Intervenção e Promoção em Saúde Mental a Partir da Psicanálise From Baby to an Individual: The Cri Methodology in Day Care (Clinical Risk Index For Child Development) Maria Cristina Machado Kupfer, Leda Mariza Fischer Bernardino, Rosa Maria Marini Mariotto (Orgs.). São Paulo: Escuta/FAPESP, 2014. Resenhista: Vinícius Armiliato
Associação Psicanalítica de Curitiba, em Revista, número 30, tem como tema a formação do psicanalista. Tema bastante discutido e que prossegue convocando ao trabalho - em função de sua complexidade e múltiplas leituras -, mostrando que ainda não foi encontrada a palavra final. Mas, será que ela existe? Desde Freud, preocupado com a continuidade da Psicanálise e a transmissão da mesma, até Lacan, que criou o dispositivo do passe, e a famosa frase o analista se autoriza de si mesmo, os impasses não deixam de acontecer.

Como pensar, construir algo que nomeie frente aos laços que as instituições tecem com o social? Tratar-se-ia então de bancar sua autorização junto aos seus pares - portanto, autorizando-se de si e de alguns outros -, respondendo ao social não com uma etiqueta recebida ou solicitada - mas de acordo com uma ética? A mesma que o autorizou no seu afazer? Perguntas que este número se propõe, mais do que a responder, a instigar!
1

    FORMAS DE PAGAMENTO

    REDES SOCIAIS