PESQUISA EM LITERATURA - DESLOCAMENTOS, CONEXÕES E DIFERENÇAS

(ref.: 9788581923062 (CO))

Autor: DANIEL ABRÃO, ELIANE M. DE O. GIACON
Editora: APPRIS
Ano: 2014
Número de Páginas: 214
Categoria Principal: Pesquisa

  • Compartilhe:
R$ 61,60 R$ 59,14
Coloque o cep:
  • Descrição
  • Especificação
SUMÁRIO

INTRODUÇÃO 11
Daniel Abrão
Eliane Maria de Oliveira Giacon

DESLOCAMENTOS 21

CAPÍTULO 1
QUESTÕES EM TORNO DO CANON 23

DangLei de Castro PEREIRA - UEMS/CNPq/FUNDECT
Considerações preliminares 23
1.1 Sobre a noção de Canon 24
1.2 Um paradigma de julgamento: os manuais 27
Considerações finais 3 2
Referências 33

CAPÍTULO 2
ANCHIETA: LINHAS E POSSIBILIDADES CRÍTICAS NO BRASIL 35
Vilma Arêas (UNICAMP)

2.1 35
2.2 42
Referências 45

CAPÍTULO 3
LEMINSKI EM TEMPOS DE REPRESSÃO: LITERATURA E POLÍTICA NO
CATATAU 47
Prof. Dr. DonieL Abrão (UEMS)

3.10 Catatau, de Paulo leminski 47
3.2 Tensões do sujeito: a travessia 49
3.3 Autonomia e referencialidade: a flecha e o alvo 53
3.4 Amáquina e o câncer 54
3.5 Ética, estética e política no Catatau 56
3.6 Figurações da repressão militar 58
Referências 65

CONEXÕES 67

LITERATURA E HiSTÓRIA 69

CAPÍTULO 4
O ROMANCE HISTÓRICO - UMA BREVE TRAJETÓRIA 69
Gilmei Francisco Fiect: (Unioeste/Cascavel-PR-Brasil)

Referências 92

CAPÍTULO 5
ROMANCE DE EXTRAÇÃO HISTÓRICA: INTERFACE ENTRE A
LITERATURA E A HiSTÓRIA 95
Eliane Maria de Oliveira Giacon (UEMS)

5.1 Introdução 95
5.2 97
5.3 98
5.4 101
5.5 Considerações Finais 104
Referências 105

CAPÍTULO 6
NA FIGURAÇÃO DO HERÓi PROBLEMÁTICO A COMPLE}(A RELAÇÃO
ENTRE LITERATURA E SOCIEDADE 107
Prof. Dr. Ana A. Arguelho de Souza - UEMS

6.1 Introdução 107
6.2 Sociedade e literatura: uma questão de método 108
6.3 O herói problemático na forma romanesca 112
6.4 Conclusão 120
Referências 121

CAPÍTULO 7
UM ESTUDO DO LIVRO ){IV DE LA MUERTE DE ARTURO: PERCEVAL E
SUAS AVENTURAS 123
Márcia Maria de Medeiros (UEMS)

Referências 136

CAPÍTULO 8
LITERATURA E HISTÓRIA: DIÁLOGOS FRONTEIRiÇOS EM CUNHATAÍ
DE MARIA F. LEPECI{I 137
Zélia R. No/asco dos S. Freire (UEMS)

8.1 Introdução 137
8.2 Contextualizando a autora e a obra Cunhataí 139
8.3 Cunhataí: um novo romance histórico?.. . 140
Referências . 150
HIBRIDISMOS 151

CAPÍTULO 9
A PROSA POÉTICA NO ROMANCE MEMORIAL DE AIRES 151
Prof. Dr. Luci/o Antonio Rodrigues (UEMS-UUC)

9.1 Poesia, prosa, romance 151
9.2 A poesia em memória de Aires 157
9.3 A poética encaracolada 158
9.4 O memorial de Aires e a Belle Époque 164
Referências bibliográficas 167

CAPÍTULO 10
INTERTE}{TOS COM A PICARESCA ClÁSSICA ESPANHOLA NO
ROMANCE EL MUNDO ALUClNANTE DE REINALDO ARENAS 169
Altamir Botoso (UNIMAR)

Referências 180

DIFERENÇAS 181

CAPÍTULO 11
DIÁLOGOS ENTRE A NOVA HISTÓRIA E A ESTÉTICA DA RECEPÇÃO 183
Luiza Lobo (UFRJ)

11.1 Comparação entre a nova história e a estética da recepção 187
11.2 Conclusão 193
Referências: 195
Obras Histórico-Literárias Citadas 197

CAPÍTULO 12
MEMÓRIAS DO TRAÇO EM RETRATOS RELÂMPAGO 199
Luiz Fernanda Medeiras de Carvalha (CES/JF)

Referências 208

CURRÍCULO DOS AUTORES 209
Pesquisa em Literatura: deslocamentos, conexões e diferenças é resultado da produção dos docentes e convidados do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Letras, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul. Podemos marcar o hibridismo da pesquisa em literatura neste livro nas dimensões de deslocamentos, em que se movem lugares críticos, estatutos e cânones literários e perspectivas de análise; de conexões, em que a literatura e a teoria literária são entrelaçadas às humanidades e aos estudos interartes e intergêneros; e dimensões da diferença, em que as bases epistêmicas da teoria da literatura são questionadas quanto à validade da produção de seus conceitos. Evidenciam-se na empreitada híbrida algumas preocupações em comum: a construção do cânone, a necessidade de atualização dos conceitos críticos e da leitura de novos autores, as relações possíveis e irremediáveis entre a literatura e outros saberes e entre literatura e outras artes, a relação entre história, literatura e sociedade, a instauração de um diálogo entre as configurações do literário e a constituição íntima das teorias, as derrisões do gênero do ponto de vista histórico e estético, bem como o deslocamento de lugares críticos e das idiossincrasias históricas da teoria na leitura.
1

    FORMAS DE PAGAMENTO

    REDES SOCIAIS