REVISTA IDE 54 - VOL. 35 - CAOS

(ref.: 4140207 (CO))

Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo
Ano: semestral (2005)
Peso: 630 grs
Nº págs: 210
Categoria Principal: Publicações da SBPSP

  • Compartilhe:
R$ 40,25
Coloque o cep:
  • Descrição
Editorial 06
José Martins Canelas Neto

Carta-convite 08


EM PAUTA | CAOS
Entrevista com Marcelo Gleiser (caos e ciência) 15

Entrevista com Rodrigo Naves (caos e arte) 19

A noção mítica de Kháos na Teogonia de Hesíodo 29
Jaa Torrano
Resumo: A noção mítica de Kháos na Teogonia de Hesíodo Sobre a noção mítica de Caos se formulam e se analisam três questões, a saber, 1) em que e 2) por que 3) o que se lê no livro O universo, os deuses, os homens de Jean-Pierre Vernant se distingue e difere do que se pode ler no texto da Teogonia de Hesíodo?
Palavras-chave: Pensamento mítico. A noção mítica de Caos. Teogonia. Hesíodo. Hiroshima. Nagasaki. Guerra Fria.

A ética, o caos e a felicidade 39
Eugênio Benito Júnior
Resumo: O Caos se instala como personagem na cultura ocidental ao surgir como divindade primordial na mitologia grega. De sua infinita capacidade de criar o vazio sem fim, vão surgindo alguns de seus descendentes ¿ a Noite e suas filhas Vingança, Sarcasmo e Morte. Para equilibrar o desenvolvimento caótico surge Eros e sua luta contra o Caos ajuda a criar o conceito de racionalidade. Gradativamente, em um ciclo eterno, a razão parece ir retornando ao caos e renascendo, como mostram as inúmeras crises do pensamento racional, desde a Grécia aristotélica até os tempos atuais em que a Física Quântica mostra o Universo como uma combinação de naturezas que convivem em um estado de superposição. Em meio a esse frenesi caótico de vida e de morte, em que lugar se encontra a felicidade?
Palavras-chave: Caos. Ética. Tecnologia. Felicidade.

O caos, a arca e o mundo: análise, sujeição e liberdade 55
Daniel Delouya
Resumo: O trabalho inspira-se em um conto de Machado de Assis voltado à arca de Noé para traçar sua relevância na discussão da viabilidade dos fins da análise, isto é, da elaboração do árduo caminho à liberdade. Neste, os remanejamentos da segunda tópica quanto ao eu, à angústia e ao sintoma, destacam a elasticidade psíquica em meio ao alerta sobre os desvios crescentes para diversas formas de gozo e de sujeição, para os quais a cultura oferece várias vias de escoamento.
Palavras-chave: Ternura. Gozo. Sintoma. Masoquismo. Sujeição. Liberdade

Solidão e pós-modernidade 73
Deodato Curvo de Azambuja
Resumo: O autor investiga diferentes facetas da solidão na pós-modernidade, tal como expostas em cartoons, redes sociais de relacionamento, filmes e na literatura, e articula essas manifestações com achados da clínica. Discute o conceito do ¿sentimento de solidão¿ de M. Klein, centrado em torno do objeto primário materno, justapondo-o a uma interpretação pessoal da figura paterna como o determinante primário de todo o desamparo e sentimento de solidão.
Palavras-chave: Solidão. Desamparo. Pós-modernidade. Individualismo/Narcisismo. Figura paterna.

As palavras, as coisas, o caos: função do mito nas narrativas clínicas 81
Dora Tognolli
Resumo: O trabalho focaliza os conceitos de caos, ordem e razão. Para lidar com o caos, é possível construir histórias que, como os mitos, podem oferecer saídas criativas. A Psicanálise faz uso dessas histórias, em forma de narrativas clínicas. O texto é ilustrado por vinhetas clínicas e relatos de mitos.
Palavras-chave: Caos. Ordem. Razão. Mito. Narrativas clínicas. Psicanálise.

Caos e psicanálise em cinco atos 97
Gustavo Gil Alarcão
Resumo: O artigo aborda as significações do caos mediadas pela clínica analítica contemporânea a partir de um ponto de vista que privilegia a noção de um movimento contínuo de divisão desorganizado. O texto caminha em duas vertentes: microscopicamente, pensando a ação analítica como possível organizadora do caos em uma sessão clínica, e macroscopicamente, refletindo sobre a psicanálise como campo de pensamento organizador do caos.
Palavras-chave: Caos. Psicanálise. Movimento. Contemporaneidade.

O caos, o acaso e o trágico 109
Jassanan Amoroso Dias Pastore
Resumo: O trabalho discute a concepção de caos, de acaso e de trágico desde a Antiguidade Grega, passando pela filosofia trágica, até chegar à psicanálise.
Palavras-chave: Caos. Acaso. Tragédia grega. Trágico. Filosofia trágica. Psicanálise.

Nem Caos, nem Cosmos: ¿Conhecimento¿ e ¿Metaconsciência¿ (sobre a possibilidade de uma mente humana) 127
Fauzi Palis Junior
Resumo: O artigo investiga o conceito de ¿Metaconsciência¿, a partir de compreensões anteriores, como um novo elemento constituinte, dentre os fenômenos universais conhecidos. Parte do exame de alguns campos do conhecimento humano, incluindo todos e sendo incluído por eles. Enfatiza o papel da psicanálise como área privilegiada do saber, reforçando seu papel primaz na condução conjunta desta etapa do desenvolvimento. Estimula, assim, investigação contínua.
Palavras-chave: Conhecimento. Meta-consciência. Metaconsciência. Psicanálise. Investigação.

Notas sobre campo e campo psicanalítico 139
Fabio Herrmann, Leda Herrmann
Resumo: Trata-se de artigo inédito, escrito em 2001, a partir de notas para a conferência ¿Campo Psicanalítico¿ proferida pelo autor, no mesmo ano, na SBPSP. Trata de dois conceitos metodológicos da Teoria dos Campos: a) Campo, definido como inconsciente operacional enquanto efeito reconhecível ou o caminho e as operações que o desvelam, e sempre tomado no plural; b) Campo Psicanalítico, o campo das rupturas de campo. O autor revisita seu trabalho com o conceito de inconsciente, entendido como campo de suporte de sentidos que se manifestam ao homem e no mundo em representações ¿ campo que abriga regras que o método psicanalítico revela, desvela e produz por sua ação inerente de ruptura de sentidos, ou, nos termos do autor, por ruptura de campo. Usa, também, fragmentos da discussão que compõe o prefácio do livro que estava em vias de publicar naquele ano, Introdução à teoria dos campos.
Palavras-chave: Teoria dos Campos. Campo. Campo Psicanalítico. Fabio Herrmann.

ARTIGOS
Duras, o deslumbramento da língua 151
Laurent Mauvignier
Resumo: Este texto foi publicado no suplemento literário Livres do jornal francês Le Monde em 21 de Outubro de 2011 como uma homenagem aos quinze anos da morte da escritora Marguerite Duras. Naquela época, a editora Gallimard lançava as obras completas da autora na coleção francesa Bibliothèque de la Pléiade.
Palavras-chave: Marguerite Duras. Duras. Literatura Francesa.


Canção e psicanálise: ousadia ou possibilidade do mais além em uma escuta psicanalítica, a que se destina? 155
Ana Beatriz Wanzeler Tura
Resumo: Este artigo propõe uma Psicanálise implicada no âmbito da cultura, através da leitura de uma manifestação popular, a canção conhecida como Música Popular Brasileira. Representada nas vozes dos músicos e compositores Noel de Medeiros Rosa (1910-1937) e João Batista de Nogueira Júnior (1941-2000), nascidos no Rio de Janeiro e representantes de uma poética humorística e de uma poética da criação, respectivamente ¿ concebidas nos meios populares e tendo o samba como ritmo privilegiado ¿, à luz da metapsicologia freudiana do humor e da criatividade em D. W. Winnicott, sustentamos que a livre associação na Psicanálise e a licença poética na canção, com suas devidas especificidades, apontam para uma dimensão estética na fala coloquial, que, amparada no humor, pode ser prenhe de sentidos.
Palavras-chave: Psicanálise. MPB. Humor. Clínica Psicanalítica.



Entre sonho e memória ¿ uma leitura do romance De Amor e Trevas 173
Flavia Albergaria Raveli
Resumo: O objetivo deste artigo é propor uma reflexão sobre a experiência de leitura/interpretação a partir da leitura por mim realizada da obra do escritor israelense Amós Oz, De Amor e Trevas. A experiência é entendida como um processo de afetação do sujeito que precede a interpretação e determina a construção de sentido da obra e do próprio sujeito.
Palavras-chave: Literatura. Interpretação. Experiência. Alteridade.


RESENHAS
Levisky e a angústia do homem pós-moderno 193
Sérgio Telles

¿Psicanálise Compreensiva¿ ¿ uma resenha em prosa poética 197
Peggy Carvalho
1

    FORMAS DE PAGAMENTO

    REDES SOCIAIS