VIOLÊNCIA - SEIS REFLEXÕES LATERAIS

(ref.: 9788575593806)

Autor: SLAVOJ ZIZEK
Tradução: MIGUEL S. PEREIRA
Editora: BOITEMPO
Ano: 2014
Número de Páginas: 195
Categoria Principal: D. C. Filosofia

  • Compartilhe:
R$ 44,00 R$ 26,40
Coloque o cep:
  • Sumário
  • Sinopse

Prefácio à edição brasileira 7

Introdução- O manto sangrento do tirano 17

I - ADAGIO MA NON TROPPO E MOLTO ESPRESSIVO 23
S0S violência 23

Violência: subjetiva e objetiva 23
Os bons homens de Porto Davos 27
Uma vila comunista liberal 33
Sexualidade no mundo atonal 37

II - ALLEGRO MODERATO - ADAGIO 45

Teme o teu próximo como a ti mesmo! 45
Apolítica do medo 45
A coisa próxima 49
A violência da linguagem 57

III - ANDANTE MA NON TROPPO E MOLTO CANTABILE 69

Está solta a maré escura do sangue 69
Um caso estranho de comunicação fática 69
Ressentimento terrorista 76
O sujeito suposto saquear e estuprar. 82

IV - PRESTO 91

Antinomias da razão tolerante 91
Liberalismo ou fundamentalismo?
Uma praga sobre as casas de um e de outro! 91
o círculo de giz de Jerusalém 99
A religião anônima do ateísmo 107

V - MOLTO ADAGIO -ANDANTE 115

A tolerância como categoria ideológica 1 15
A culturização da política 115
A universalidade efetiva 118
Acheronta movebo: as regiões infernais 126

VI - ALLEGRO 141

Violência divina 14 1
Benjamin com Hitchcock. 141
O que não é a violência divina 146
... e o que, afinal, é a violência divina! 153

Epílogo - Adagio 161

Posfácio - Violência, esta velha parteira: um samba-enredo 171
Mauro Iasi

Bibliografia 191

O fenômeno moderno da violência, entre as explosões contraditórias das ruas e a opressão silenciosa de nosso sistema político e econômico

O desenvolvimento do capitalismo e da própria civilização causa mais violência do que é capaz de prevenir? Num cenário de manifestações de rua cada vez mais sangrentas, a Boitempo publica o explosivo Violência, de Slavoj ýiþek.

Neste apaixonante apelo à consciência, as sociedades em que vivemos são viradas de cabeça para baixo, em uma análise que articula conhecimentos dos múltiplos campos da história, da psicanálise, da filosofia, da sociologia e das artes, dissecando a violência inerente à globalização, ao capitalismo, ao fundamentalismo e à própria linguagem.

Para ýiþek, é preciso perceber os contornos dos cenários que engendram tais explosões. Os sinais mais evidentes de violência que nos vêm à mente são atos de crime e terror, confrontos civis, conflitos internacionais. Mas devemos aprender a dar um passo para trás, a desembaraçar-nos do engodo fascinante dessa violência subjetiva diretamente visível, exercida por um agente claramente identificável, provoca.

Nesse sentido, em vez de confrontar diretamente a violência, este livro propõe seis visões laterais sobre ela. Há razões, segundo ýiþek, para abordá-la assim obliquamente: a alta potência do horror diante dos atos violentos e a empatia com as vítimas funcionam inexoravelmente como um engodo que nos impede de pensar. Em breves e provocativos ensaios, ýiþek lança novas bases para a reflexão acerca do fenômeno moderno da violência e da sua irrupção aparentemente irracional, afirmando-se como um dos mais eruditos, incendiários (e baderneiros) pensadores radicais de nosso tempo.

Esta edição brasileira vem ainda acrescida de um prefácio inédito do filósofo esloveno e de um posfácio assinado por Mauro Iasi, que buscam refletir sobre as implicações do livro para a atualidade brasileira.
quem comprou, também comprou
A EXPERIÊNCIA DA ANÁLISE - SUA CLÍNICA E SEU DISCURSO
Escolha a quantidade
No momento a quantidade solicitada n?o esta dispon?vel em estoque
LINGUAGEM E GOZO
Mercado de Letras
R$ 66,00
Escolha a quantidade
No momento a quantidade solicitada n?o esta dispon?vel em estoque
CORPOLINGUAGEM - ANGÚSTIA - O AFETO QUE NÃO ENGANA
Escolha a quantidade
No momento a quantidade solicitada n?o esta dispon?vel em estoque

    FORMAS DE PAGAMENTO

    REDES SOCIAIS