WINNICOTT - SEMINÁRIOS PAULISTAS

(ref.: 9788573961461 (CO))

Autor: JOSÉ O. OUTEIRAL / SUELI HISADA / RITA GABRIADES
Editora: CASA DO PSICÓLOGO
Ano: 2001
Número de páginas: 396
Categoria Principal: Winnicott

  • Compartilhe:
R$ 102,70
  • Descrição
  • Especificação
Apresentação....................................................................... ......... 11


As Origens do Self: Uma Bricollage.......................................... 13

As origens do self........................................................................... 14

Self e Ego: elementos conceituais................................................... 15

As origens do self.............................................................................. 17

Uma síntese para um debate ..........................................................23

Bibliografia.......................................................................... ............. 23


A ÉTICA E O VERDADEIRO E O FALSO SELF OU QUANDO O OUTRO
ENTRA EM CENA, NASCE A ÉTICA ............................................... 27

A ética e o verdadeiro e falso self: duas questões .......................... 30

Bibliografia...................................................................................... 33


RABISCOS SOBRE O CONCEITO DE NARCISISMO EM D. W. WiNNICOTT .................................................................................37

O estágio de dependência absoluta e o narcisismo primário ............ 39

Notas.............................................................................................. 46

Bibliografia.................................................................................... 46


W. BlON E D. WlNNICOTT: COGITAÇÕES ........................................... 49

Um poema.................................................................................... .... 49

Os dois autores...............................................................................52

Cogitações.......................................................................................54

Algumas outras cogitações ...........................................................62

Nota 1 .................................................................................................. 63

Bibliografia...................................................................................... 64


VIOLÊNCIA E ESPAÇO VIRTU@L: DESCONSTRUÇÕES.

A ATUALIDADE DO PENSAMENTO FREUDIANO ATRAVÉS DE WINNICOTT ................................................................ 67

Uma vinheta clínica................................................................... 67

O que aconteceu............................................................................ 68

Desconstruindo (ou dando foco) à história clínica desta esposa e da sua família.............................. 69

O espaço virtual............................................................................... 70

O espaço dos fenômenos e objetos transicionais ............................... 72

Comentários.................................................................................. 73

Para finalizar................................................................................... 76

Bibliografia..................................................................................... 77


O OLHAR E O ESPELHO ..................................................................... 79

A questão especular para S. Freud ................................................80

A questão da função especular para Jacques Lacan ...................... 82

A questão da função especular para Donald Winnicott.................... 84

Bibliografia............................................................................ 87


OS PACIENTES DE DONALD WINNICOTT QUE ESCREVERAM SOBRE SUA EXPERIÊNCIA TERAPÊUTICA: ALGUNS COMENTÁRIOS ............. 89

Margaret Little ...................................................................................... 90

Psicoterapia com o Dr.X (1936-l938) .................................................. 93

Psicoterapia com Ella F.Sharpe (1940-1947) ...................................94

Psicoterapia com DWW (1949-1955,1957) ..................................... 96

Quebrando o vaso de lilases: a impossibilidade de se comunicar, a agressão, a reparação e a sobrevivência do analista .................... 97

O contato físico: a contenção para ansiedades impensáveis. A análise como uma metáfora de cuidados matemos para pessoas com falhas ambientais importantes nas primeiras etapas do desenvolvimento...... 98

A duração das sessões. As sessões mais longas............................ 99

O holding e o handling. O cuidado com o paciente ........................ 100

Harry Guntrip ............................................................................. 104

A análise com Fairbairn................................................................. 105

A análise com Winnicott............................................................... 106

Bibliografia....................................................................... ........... 111



O GÊNIO INDOMÁVEL NA BUSCA DO VERDADEIRO SELF EM
WlNNICOTT................................................................................... 113

Quem é você? ........................................................................... 114

Bibliografia................................................................................... 124

ASPECTOS DO SETTING EM WINNICOTT ........................................... 119

Bibliografia.......................................................................... ........... 124


DESCOBRI QUE POSSO SORRIR ........................................................ 127

Uma síntese do caso ........................................................................ 127

O primeiro ano de análise ............................................................ 131

Segundo ano de análise ................................................................... 139

Terceiro ano de análise .................................................................... 141

Quarto ano de análise .................................................................... 144

Quinto ano de análise.................................................................. 146

Sexto e último ano de análise......................................................... 148

Bibliografia. .................................................................................. 150


FREUD E WINNICOTT: A TRAJETÓRIA DO TÉRMINO DE UMA ANÁLISE ............................ 153

Bibliografia......................................................................................... 167


PROCEDIMENTO ANALÍTICO, REGRESSÃO E ANÁLISE TERMINÁVEL
E INTERMINÁVEL.............................................................. 169

Caso L ................................................................................................ 170

1ª sessão Preâmbulos de uma explosão emocional......................... 171

2ª sessão A explosão emocional, comportamento primário............... 172

Minhas turbulências .................................................................... 173

3ª sessão - Acerta-se o jogo? ......................................................... 175

4ª sessão, 1ª parte - A falha: interpretando..................................... 175

Conter e não interpretar ................................................................... 177

4ª sessão, 2ª parte - Me adaptando, mudando de setting?............... 180

Ponto de confluência entre Freud e Winnicott............................... 181

Interrupção e regressão, término (interminável) da análise............... 183

5ª sessão- O holding e o jogo continua.......................................... 185

Depois da 5ª sessão - Aprendendo com a falha................................ 186

Alerta ao analista........................................................................ 187

Bibliografia...................................................................................... 188


ALGUNS OLHARES SOBRE OS CONCEITOS DE ELEMENTOS FEMININO/MASCULINO PUROS DE WINNICOTT ................................ 191

Introdução................................................................................... 191

A) O Percurso dos conceitos - Freud e Winnicott............................. 192

a) A Proposição de Winnicott.......................................................... 192

b) Matrizes: a compreensão freudiana .............................................. 194

c) Elementos feminino e masculino puros ........................................ 195

B) Material clínico: aspectos do uso dos conceitos de elementos feminino/masculino puros.................................................................. 198

Caso Clínico 1 - De um olhar a outro: Titia Freud e a menina que não viera .................................................................. 199

Raul: fragmentos de sua história....................................................... 200

A análise de Raul............................................................................ 201

Um extrato de sessão....................................................................... 203

Pensando sobre Raul..................................... ............................. 204

Caso Clínico 2 - Uma mulher masculina: homossexualidade ou a falta do
espelho feminino split-off? .................................................................. 207

Bete e o espelho?............................................................................. 210

Fragmento de um relato de dissociação ............................................ 211

Espaço de confiança e o olhar especular......................................... 212

Fragmentos de comunicações e manejo da analista ......................... 214

O ser menina e o ser menino............................................ ......... 215

Caso Clínico 3 - A História de. Maria: a experiência de dissociação do feminino em uma mulher................................................................ 216

Primeiro tempo ............................................................................ 216

Segundo tempo............................................................................. 220

Terceiro tempo ........................................................................... 222

Caso Clínico 4 - Simone - em busca da constituição do self ............ 227

Uma sobrevivente ....................................................................... 227

C) Algumas considerações finais .................................................... 232

Bibliografia.......................................................................... ........... 234


A FUNÇÃO DO ESPELHO NA PRÁTICA CLÍNICA ........................ 237

Vinheta 1...................................................................................... 240

Vinheta2....................................................................................... 241

Vinheta 3................................................................................... 243

Bibliografia.................................................................................. 247


A ESCUTA PSICANALITICA DOS BEBÊS E SEUS PAIS................. 249

A experiência como observadora da relação mãe-bebê família......... 250

A mutualidade pertence à comunicação pré-verbal (Winnicott)......... 251

Primitivas comunicações silenciosas- O sorrir do bebê, o rosto da mãe, o embalo, o choro, o brincar....- A conversa entre eles................... 254

Considerações finais..................................................................... 255

Bibliografia.................................................................................... 256


CONSULTA TERAPÊUTICA E INTERVENÇÃO PRECOCE: CONTRIBUIÇÕES DA CLÍNICA PSICANALÍTICA NA PÓS-MODERNIDADE......... 259

I. Introdução.................................................................................. 259

II. Consulta terapêutica................................................................. 261

1. Características ........................................................................ 261

2. Objetivos ................................................................................. 263

3. Caso Aline: o infantil vivido como estorvo - mandato transgeracional
desfeito na consulta terapêutica............................................. ............ 265

Apresentação...................................................................................... 266

Primeira consulta ............................................................................. 266

Segunda consulta.............................................................................. 267

Terceira consulta............................................................................... 270

Considerações finais........................................................................ 271

Bibliografia........................................................................................ 273


SELF E REFERÊNCIAS ........................................................................ 275

O primeiro momento ........................................................................ 278

Segundo momento.......................................................................... 286

Terceiro momento .......................................................................... 292

Bibliografia......................................................................... ........... 302


REFLEXÕES SOBRE O BRINCAR ................................................. 307

Plagiando Winnicott: Por que as crianças brincam?......................... 310

Bibliografia: .................................................................................... 314


A QUESTÃO PSICOSSOMÁTICA.......................................................... 317

UMA VISÃO WINNiCOTTIANA

Vinheta clínica........................................................................... ..... 321

Bibliografia................................... .................................................. 322


WINNICOTT E A ADOLESCÊNCIA...................................................... 325

Jane, 17 anos.................................................................................. 348

Sarah, 16 anos.............................................................................. 348

Veronique, 13 anos ........................................................................... 352

Comentários .................................................................................. 352

Bibliografia....................................................................................... 357


Transicionalidade ................................................................. 361

J. O início de tudo: ....................................................................... 362

2. Início das relações objetais: a área da ilusão e os fenômenos transicionais... 365

3. A transicionalidade na vida e no viver adulto............................. 368

Unitermos ................................................................................... 370

Bibliografia........................................................................ ........... 371


IMAGEM-EXISTÊNCIA: O JOGO DE RABISCOS COM UMA PACIENTE
ADULTA ......................................................................................... 373

Introdução.......................................................................................... 373

O todo na imagem............................................................................. 374

Unia folha em branco..................................................................... 376

Traços e rabiscos .............................................................................. 380

A Forma contemplada ................................................................... 382

Bibliografia...................................................................................... 384


A REGRESSÃO COMO POSSIBILIDADE EXISTÊNCIA .................... 387

Bibliografia....................................................................................... 395

COMPRE JUNTO E ECONOMIZE
Este livro contém trabalhos elaborados por estudiosos do pensamento de Winnicott e de outros autores do Middle Group da Sociedade Britânica de Psicanálise. Neste texto o leitor encontrará a forma como cada autor vai formulando uma compreensão teórica e seus desdobramentos clínicos.
1

    FORMAS DE PAGAMENTO

    REDES SOCIAIS